segunda-feira, 24 de outubro de 2016

GÊNERO, MORTE E JUSTIÇA: PROTESTO CONTRA A LGBTFOBIA - NOVEMBRO/2016



 Julianne Moore e Ellen  Page em "Amor por Direito"

GÊNERO, MORTE E JUSTIÇA: PROTESTO CONTRA A LGBTFOBIA

Cine Gênero :“AMOR POR DIREITO” (Freeheld, EUA, 2015) 
Dia: 08/11/2016
Hora: 14:00
Local: Auditório do IFCH (altos)
Debatedores: Doutoranda MILENA ALBUQUERQUE (Antropologia Social/PUC-RJ) e o doutorando MILTON RIBEIRO FILHO (Antropologia/UFPA).

Neste mês de novembro/2016 o GEPEM/UFPA dá continuidade às suas atividades debatendo um tema ainda não apresentado no grupo: a Morte. Para essa discussão foi escolhido um filme, um assunto e uma situação para refletir. “AMOR POR DIREITO” (Freeheld, EUA, 2015) trata da história real da detetive Laurel Hester (Julianne Moore) que assume a parceria amorosa com Stacie Andree (Ellen Page) e ao ser diagnosticada com uma doença terminal se envolve na luta pelo direito de o benefício da pensão de 23 anos de serviços na corporação de Nova Jersey, ser estendido para a companheira, após sua morte.
O tema GÊNERO, MORTE E JUSTIÇA: PROTESTO CONTRA A LGBTFOBIA integra a discussão sobre o fenômeno da morte, apresentando, nessa situação-limite, um momento crucial na luta dos direitos civis da população LGBT. Discussão que converge para um PROTESTO e REPÚDIO das/os associadas/os do Gepem ao recente episódio de brutal violência contra uma jovem travesti espancada pelos taxistas da COOPERDOCA (Belém).


&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&
OFICINA
 A SOLIDARIEDADE COMO ATO CLÍNICO QUE FAVORECE À SAÚDE HUMANA

Dia: 22/11/2016
Hora: 10:00 às 12:00h
Local: Sala de aula PPGSA - IFCH (altos)
Vagas: 20 participantes (com ficha de inscrição específica a ser preenchida na sala de pesquisa do GEPEM-UFPA).
Ministrante: Dra. Adelma Pimentel – Programa de Pós-Graduação em Psicologia /UFPA e GEPEM/UFPA.

Apresentação da temática:
A solidariedade é um ato que no cotidiano requer vinculação a palavra-ato cuidado. Ambas efetivando-se no relacionamento interpessoal revelam a postura ética diante da vida com o outro, ultrapassando as barreiras do individual para o coletivo. A origem etimológica das palavras é um dos recortes de nossas pesquisas no campo da linguagem. Uma das razões deste interesse é verificar a significação original e as alterações que os signos carregam ao longo do tempo. Deste modo, ofereço um pequeno histórico da linhagem da palavra solidariedade: Vem do latim solidare, que significa, etimologicamente, solidificar, confirmar. A origem é a mesma do adjetivo sólido, significando "que tem consistência, que não é oco, que não se deixa destruir facilmente". (disponível em http://www.klickeducacao.com.br/bcoresp/bcorespmostra/0,5991,POR-1078-h,00.html. ( texto integral, anexo neste blog >>CLIQUE AQUI>>)
&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

OFICINA

POR UMA ESCRITA NÃO SEXISTA
Dia: 30/11/2016
Hora: 14:00 às 17:00h
Local: Auditório do Curso de Filosofia - IFCH (altos)
Vagas: 30 participantes (com ficha de inscrição a ser preenchida na sala de pesquisa do GEPEM-UFPA).
Ministrante: MS. Jorgete Lago – Professora da UEPA e do GEPEM
Apresentação da temática:
“A equidade de gênero na linguagem só será garantida a partir do momento em que se repensar a forma como o tema é tratado nos ambientes educacionais, hoje disseminadores da dominação masculina nos discursos, principalmente quando não identificado o sexo da pessoa a quem se refere. Utilizando o feminino e o masculino para tratarmos de grupos mistos estaremos ampliando a visibilidade das mulheres em todas as esferas sociais, publicizando a participação feminina que sempre existiu na construção histórica do estado e do país, mas nem sempre destacada.” Ariane Leitão, 2014, Manual para uso não sexista da Linguagem)
<<BAIXAR Manual para uso não sexista da Linguagem>>
<<BAIXAR O paradoxo da linguagem não sexista>>